Seja bem-vindo. Hoje é

quarta-feira, 10 de outubro de 2012

TRE divulga votação de candidatos indeferidos com recurso no RJ


Por G1 - O Tribunal Regional Eleitoral do Rio (TRE-RJ) disponibilizou em seu site os dados completos da votação em todo o estado. Vinte e dois candidatos a prefeito no estado do Rio tiveram seus registros indeferidos e os votos deles não foram computados. O Tribunal Superior Eleitoral (TSE), no entanto, ainda vai julgar os recursos. No site é possível acessar os votos de candidatos que renunciaram, faleceram ou que tiveram seus registros indeferidos e ingressaram com recurso.

Os votos desses candidatos constam como nulos no resultado oficial. A votação de cada seção eleitoral também pode ser consultada. Para visualizar as informações, deve-se acessar o link e clicar na opção "Resultado de Votação" no menu à esquerda.

Confira os 22
Em Cabo Frio, na Região dos Lagos, o candidato Alair Corrêa (PP) teve seu pedido indeferido com recurso. Até então, o prefeito eleito é Jânio Mendes, mas se o pedido de Alair for deferido, os 58.278 votos destinados a ele, computados como nulos, o elegeriam. Jânio Mendes teve 40.631 votos.

Em Campos dos Goytacazes, na Região Norte-Fluminense, Rosinha Garotinho (PR) garantiu a disputa através de liminar. Foi eleita com 70% dos votos. O julgamento dela ainda não foi marcado no TSE.

Em Petrópolis, na Região Serrana, o candidato Rubens Bomtempo (PSB) recebeu 50.320 votos, que não foram considerados. Por isso, o candidato Paulo Mustangi (PT) com 45.060 votos entrou, até o recurso de Rubens ser julgado pelo TSE, na disputa pelo segundo turno com Bernardo Rossi (PMDB), que teve 52.951 votos.

Em Arraial do Cabo, na Região dos Lagos, Henrique Melman (PDT) não teve seus 6.274 votos computados. Embora o seu recurso seja julgado pelo TSE favoravelmente, o resultado não vai interferir na escolha dos eleitores do município, que já tem Andinho (PMDB) como prefeito eleito com 14.036 votos.

Em Cachoeiras de Macacu, Rafael Miranda (PP) também não teve seus 13.021 votos computados. No entanto, como o município possui número inferior a 200 mil eleitores, mesmo que os votos sejam deferidos pelo TSE não haveria segundo turno. O prefeito eleito Cica Machado (PSC) teve 14.554 votos.

Em Casimiro de Abreu Antonio Pereira dos Santos teve pedido de candidatura indeferido sem recurso.
Em Engenheiro Paulo de Frontin Marco Aurélio Salgado foi cassado.
Em Itaboraí, Sergio Soares (PP) teve seus 26.798 não computados. Mas como o município não possui o mínimo de 200 mil eleitores, se os votos fossem computados não abriria segundo turno.

Em Magé, Narriman Zito (PDT) não teve os seus 3.796 votos computados. Mesmo com o julgamento favorável do TSE, não alteraria a eleição do município.

Em Mangaratiba, Andréia do Charlinho (PDT) também teve seus votos indeferidos com recurso. Não haverá mudança no resultado da eleição caso os votos sejam computados.

Em Mendes, dois candidatos estão aguardando recurso do TSE. Ricardo Mello (PMDB) e Marcus Siqueira (PR) não tiveram seus votos computados.

Em Paraty, Jaime da Sedae (PSOL) aguarda decisão do TSE sobre seus 316 votos.

Em Paty do Alferes, Rachid Elmor teve 5.501 votos e aguarda recurso a ser julgado pelo TSE. Mas o resultado do julgamento não irá interferir na eleição do município.

Em Pinheiral, Alexandre de Almeida Andrade também aguarda recurso do TSE, mas resultado não vai interferir na eleição. Em Piraí, o mesmo aconteceu com Flávio Vinícius Teodoro de Oliveira. Já em Quatis, José Laerte (PMDB) não teve seus 3.211 votos computados.

Rogério do Salão, candidato a prefeito de Queimados, aguarda recurso do TSE. No entanto, o julgamento não interfere o resultado das eleições do município. Max (PMDB) foi eleito.

Rogério Coutinho, candidato a prefeito de Resende não teve seus 4.586 votos computados.
Em São José do Vale do Rio Preto, Rosaldo (PMDB) também não. Ambos aguardam recurso do TSE. O candidato a prefeito de Silva Jardim Tinoco (PSB) não teve seus 238 votos computados.

Em Sumidouro, Sérgio do Dino (PPL) também aguarda recurso do TSE. Em Tanguá, três candidatos aguardam recurso do TSE: Herotides Cardoso Ribeiro, Roberto Sudre de Assis e Jonas dos Santos.

Em Teresópolis, dois candidatos a prefeito aguardam julgamento do TSE para seus votos serem computados ou não: Mário de Oliveira Tricano e Cleyton Silva Valentim. No entanto, a eleição já foi decidida no município.

Em Valença, o candidato Dr. Alvaro Cabral (PRB) não teve seus 12.445 votos computados e aguarda recurso. Ele teve mais votos que o candidato eleito até o momento. Fernandinho Graça (PP) teve 12.417 votos. O recurso julgado pelo TSE pode mudar a eleição no município.

Em Búzios, Cambuci, Cardoso Moreira, Laje do Muriaé e Macaé candidatos renunciaram à campanha à prefeitura.
Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Combata a Dengue!

Image and video hosting by TinyPic